Escola

 

Mesmo respeitando as directivas emanadas pelo regime, baseadas na organização da escola em áreas de serviço separadas por sexo, a escola de Picote consegue um carácter de modernidade e interacção dos espaços recreativos.

As salas de aula adquirem um ambiente de grande luminosidade e abertura visual para a paisagem, através do grande plano envidraçado que substitui na totalidade uma das paredes.

A articulação dos dois corpos das salas de aula, é realizada através da centralização dos espaços comuns.

 

Capela

 

No percurso de acesso ao bairro, o primeiro edifício com que nos deparamos, é a capela.

As árvores que entretanto cresceram, não conseguem anular o vibrante ritmo dos pilares que contêm o volume paralelipipédico da nave. Um templo clássico revisitado, que nos transmite com clareza antigos princípios arquitectónicos: pórtico, peristilo, cela e campanário. Uma exile cruz de ferro pintada de preto, emerge do plano da cobertura, conotando imediatamente a função do edifício.

O campanário solto do corpo da Capela formaliza-se num elemento de referência territorial.

A pavimentação em grandes placas de cimento lavado, moduladas transversalmente ao percurso da entrada, evoca figurativamente as monumentais escadarias de granito dos edifícios religiosos. O pórtico coberto, pavimentado em granito, anuncia-nos a crescente preciosidade do espaço.

O interior, definido verticalmente por paredes revestidas em tijolo vidrado, encerra magnificamente o conceito da ligação interactiva das artes.

As modestas dimensões do edifício exaltam o equilíbrio de proporções e o rigor de formas que fazem desta obra uma das mais perfeitas da Arquitectura Moderna Portuguesa.

yousoumirandes@gmail.com 2004 © Site: Autoria Raúl Silva
colaboração de Teresa Ferreira
e Rita Segundo