Rua da Costanilha

Costanilha, palavra tipicamente mirandesa, segundo o Dr. José Leite de Vasconcelos, porque conserva o n e o l intervocálicos, fenómeno próprio da nossa lhengoa em relação ao português. Costanilha quer dizer costa pequena. A rua da Costanilha, a mais característica, mantém o seu traçado quatrocentista e quinhentista de rua de mercadores e artesãos. Ainda lá se conserva a estalagem com a sua traça primitiva e com os seus cachorros medievais esculpidos, que nos lembram os vícios desta época e o seu naturalismo. Com duas janelas no segundo piso, cada uma com dois arcos justapostos e sem apoio algum, arcos gémeos, há quatro cachorros esculpidos e que representam: o primeiro, um pequeno pipo com seus arcos; o segundo, um cacho de uvas; o terceiro, a cara de um homem e o quarto, essa cara mas já com o rictus de quem abusou das libações do licor de Noé.
Sigamos rua fora, veremos mais janelas e portais quinhentistas.