Duas Igrejas

 
   

Cruzeiro de Vale de Monío 

Arquitectura religiosa, oitocentista. Cruzeiro de encruzilhada oitocentista de plinto cúbico com fuste circular, com entase, e cruz latina, de secção circular, com a representação escultórica do Senhor na Cruz.

No fuste, cartela, em forma de escudo, com a data de 1875; no plinto, encaixe para uma caixa de esmolas.

   
   

Abrigo Rupestre da Solhapa

Abrigos rochosos onde se notam vestígios vários de representações parietais.

A zona envolvente é rural encontrando-se rodeado de terrenos de pastorícia e afloramentos graníticos.

   
   

Fonte Ferrada / Fonte dal Ferradal

Arquitectura civil pública. Fonte de mergulho abobadada com tanque frontal.

Fonte com tanque de planta quadrada coberto por estrutura rematada em telhado de 2 águas. Cornija moldurada, encimada por pináculos nos ângulos frontais. Ao centro, sobre o remate da empena, cruz latina de secção quadrada, sobre pedestal liso. Lajeado frontal com sulco longitudinal ligando o tanque coberto a outro de maiores dimensões, de planta rectangular, situado em posição frontal. Sob a estrutura do tanque coberto por abóbada de berço, conserva-se outro tanque de idênticas dimensões, com acesso por abertura localizada na face oposta.

   
   

Verrasco de Duas Igrejas

Localização:

Museu das Terras de Miranda
   
Espécie representada: Javali / Touro
   
Descrição: Escultura de cerca de 70 cm., muito afectada pela erosão. Os seus vinte séculos de história arrancaram-lhe algumas porções de granito, deformando-lhe o lombo, as nalgas e o focinho, entre outros rasgos anatómicos.
Foi encontrado no átrio da Igreja da Senhora do Monte, a este da aldeia de Duas Igrejas.
   
Visitável: Sim