Sendim

 
   

Capela do Senhor da Boa Morte

Capela com fachada principal bastante decorada, tendo portal encimado por frontão triangular encurvado e ladeado por aletas volutadas, flanqueado por óculos ovais; remata em espaldar recortado, volutado na zona inferior e contendo cartela. Destaca-se, no interior, o arco triunfal, as cornijas da nave , que apresentam uma simulação de sanefa em pintura sobre estuque, sendo as portas laterais encimadas por sanefa em "trompe l'oeil", em pintura sobre estuque, predominantemente em vermelhos e dourados. O pavimento da capela é constituído por um "enxaquetado" formado pelas disposição das lajes de xisto e granito, formando um interessante padrão em que ressalta o contraste das cores distintas dos materiais empregues. A pia de água benta, do lado da Epístola, apresenta toro superior boleado e está encimada por cruz, sobre acrotério, com hastes de remate lanceolado, pintada no estuque.

 

 

 

 

Cruzeiro de Sendim

1907 - Data provável da construção (data gravada no fuste); 1940 - colocação das duas placas de mármore que se encontram encastradas nas faces do plinto.

Arquitectura religiosa, contemporânea. Cruzeiro de encruzilhada com plinto quadrado, fuste historiado e com símbolos da Paixão de Cristo, capitel coríntio e cruz de secção quadrada.

Singulariza-se pelas representações em baixo-relevo no seu fuste, destacando-se entre elas a da figura que exibe o Santo Sudário.

   
   

Fonte do Lugar

Idade Contemporânea - época provável de construção. 

Arquitectura civil pública, popular contemporânea. Fonte de mergulho de planta rectangular, coberta externamente com telhado de 2 águas e internamente abobadada, tendo átrio rebaixado.

 Fontaínhas na base da parede fundeira do tanque; escadas de acesso ao interior do tanque no lado esquerdo da fachada.